Scott Stapp @Tropical Butantã – São Paulo (14/12/2016)

15589754_1303164579747097_4883118998602188785_n

Para mais fotos, clique aqui.

Resenha: Tamira Ferreira

Fotos: Marcos Bullino

Todo mundo alguma vez já chorou pelo amor perdido durante a adolescência, muitos, durante os anos 90 e começo dos 2000, o fizeram ouvindo Creed.

Anos depois, a vida de adulto nos atormenta e tudo em nosso corpo dói, mas ainda mantemos uma parte de nossa fase adolescente conosco e é sempre bom lembrar deste momento. Ou transcrever a música para um momento atual de nossa vida.

O dia catorze de dezembro foi esse momento para muitos, assim como eu, sentirem a nostalgia de ouvir os grandes sucessos do Creed em uma noite muito especial que aconteceu em uma das casas de show de mais renome de São Paulo, a Tropical Butantã.

O show fazia parte da nova fase solo do vocalista Scott Stapp que com seus músicos, tocaram um setlist repleto de músicas do Creed.

15589950_1303166169746938_8119464180731650641_n

Mesmo depois de 20 anos de carreira, e os problema enfrentados em sua vida pessoal, parece que o tempo não passou para Scott Stapp. Aliás, o cantor está totalmente em forma, com a voz perfeita e uma incrível presença de palco.

A banda entrou por volta das 21h30 e encontrou uma casa cheia de fãs, além dos setores de pista e camarote, 30 fãs VIP estavam no pit para presenciar a apresentação o mais perto possível do artista.

O show começou com a energética “Bullets” fazendo o público cantar do começo ao fim. Scott agradece à todos, pergunta como estão e já dá a deixa para “Are You Ready”.

Após “My Own Prison”, o vocalista diz que se sentia muito vivo naquele momento. A apresentação possuía uma forte energia vinda da voz e da presença de palco do vocalista e era retribuída pelos fãs cantando, pulando e batendo palmas em todas as músicas.

15442364_1303165073080381_3774163127337951904_n

A apresentação continuava com “What If”, “Torn” e “Say I”. A noite estava repleta de clássicos do Creed como “Faceless Man” e se mantinha com “Overcome” e “One”.

O público foi à loucura com a introdução de “Inside Us All” cantando a música inteira do começo ao fim. Foi então que um dos momentos mais aguardados da noite estava para acontecer. Muitos fãs ficaram emocionados ao ouvir “Arms Wide Open”.

Antes do bis, a banda fecha aquela primeira parte do show com “Higher” e às 22h40 sai do palco.

15590032_1303165429747012_566095738826989870_n

Scott volta segurando a bandeira do Brasil e incita os fãs à gritarem o famoso “ole ole ole ole”. O vocalista também olha para o público e diz que a próxima música não estava no setlist, mas algumas pessoas pediram para ele tocar, então iria fazer uma versão mais simples, apenas voz e violão. E atendendo à pedidos e para felicidade de todos, ele cantou “Don’t Stop Dancing”.

O show prosseguiu com “What’s this Life For” e a música mais famosa da carreira do Creed, até mesmo quem conhece a banda já ouviu “My Sacrifice”.

15442392_1303166396413582_5644608420643003748_n

Ao fim da música, Scott pede para os fãs cantarem mais uma vez o refrão com ele e um coro preenchia o Tropical Butantã. E às 23h10 terminava um dos melhores shows que acontecera no Brasil em 2016.

Agradecimentos à Hoffman & O’Brian pelo credenciamento e à organização do show.