Olho Seco, Agrotóxico e Lixomania @ O Fim do Mundo, Enfim – SESC Pompéia/SP

Publicado em:

O Festival “O Fim do Mundo, Enfim” que comemorou o aniversário de 30 anos do inicio do Punk Rock no Brasil teve sua segunda parte nos últimos dia 18 e 19 de maio na Chopperia do SESC Pompéia comemorando os 30 anos do Festival ” O Fim do Mundo” que ocorreu no mesmo lugar no ano de 1982. E o Festival de comemoração da data não poderia ter outro nome senão ” O Fim do Mundo, Enfim”

Grande parte das bandas que deram o pontapé inicial ao punk no Brasil há mais de 30 anos também marcaram presença no festival com suas novas formações, e a noite anterior, sexta-feira, foi mais que especial pois contou com a volta aos palcos da grande banda nacional Cólera, que voltava aos palcos após o falecimento do grande Redson.

Para essa noite teríamos 3  bandas nacionais, Lixomania, Agrotóxico e o grande Olho Seco e ao chegar ao SESC Pompéia me deparei com a gravação da SESC TV entrevistando primeiramente a banda Lixomania e depois o Olho Seco onde numa entrevista bem gostosa de assistir as bandas contando detalhes do inicio da carreira, do festival em 1982 e a ansiedade por estar a poucos minutos para tocarem na segunda edição do Festival que os consagraram 30 anos antes. Os shows foram gravados e deverão passar no canal SESC TV .

Na entrada tínhamos venda de CD’s,DVD’s e camisetas bem legal para colecionadores comprarem,e os músicos circulavam juntos conversando autografando, tirando fotos, sem o menor estrelismos que vemos em muitass bandas nacionais, parabéns aos músicos pela atitude.

A primeira banda a subir foi o Lixomania, uma das primeiras bandas punk brasileiras a gravar um disco individual (já que a maioria gravava sempre em coletâneas), e sobem ao palco, Moreno nos vocais, Miro de Melo na bateria, da formação original e os novos Rogério na guitarra, Luis no baixo  literalmente põe o SESC abaixo, “Presidente”, “Estado de Sítio”, e “O.M.R.’ onde após essa trinca de músicas, Moreno diz que punk não está acostumado com palco grande, uma vez  que a Chooperia do SESC Pompéia apresenta excelentes condições para o músicos executarem seu trabalho.

Miro salienta que muitas das bandas que tocaram em 82 por algum motivo não tocaram no novo festival mas eles homenageiam uma das bandas, a banda Psicose, e seguem tocando todos seus clássicos naquele esquema direto, apresentando as músicas seguida do 1,2,3 4..e lá vimos, ‘Anarquia no Brasil”, “Os Punks também amam”, “Violência e Sobrevivência” e antes de terminar o set eles convidam os amigos Ariel e Batata para terminarem seu set com o clássico “O Punk Rock não morreu”.

Set List Lixomania

  1. Presidente
  2. Estado de Sítio
  3. O.M.R.
  4. Gerente
  5. Guerra Nuclear
  6. Realidade
  7. Grito de Ódio
  8. Anarquia no Brasil
  9. Punk
  10. Massacre Inocente
  11. Os Punks também amam
  12. Zé Ninguém
  13. Buracos suburbanos
  14. Delinqüentes
  15. Violência e Sobrevivência
  16. Fugitivo
  17. O Punk Rock não morreu

Veja as fotos da apresentação do Lixomania no Festival em nosso Facebook

 

A segunda banda da noite foi a Agrotóxico, formada por Pedro na Bateria, Arthur na guitarra, Marcos nas guitarras e vocais e Jefferson baixo e vocais que quando ao entrarem no palco já bradam “Tem Punk ai…?” e começam com a trinca Fim do mundo, Inimigo Real e Zona ocupada, e fala da alegria de estar no palco, pois a banda é influenciada pelo punk de 77 mais o festival de 82 e mandam seu pesado e excelente Hardcore, tem uma música que crítica os países mais ricos do mundo e antes dela, a chamaram como dedicatória ao Satânico poder do “G7″.

Qualidade Técnica indiscutível, na minha opinião, fizeram o melhor show da noite, direto, reto sem frescuras onde mostraram todo seu talento já com 7 álbuns gravados de forma espetacular onde ainda pudemos conferir na apresentação as músicas, Eles não vão parar, Pelos Escombros, Vozes da Periferia, e terminam seu set com A beira do caos.

Set List Agrotóxico

  1. Fim do Mundo
  2. Inimigo Real
  3. Zona Ocupada
  4. G7
  5. Lobotomia Geral
  6. Escravizados
  7. Ateus
  8. Pesadelo
  9. Eles não vão parar
  10. Pelos escombros
  11. Vozes da Periferia
  12. Marcas da Revolta
  13. A beira do Caos.

Veja as fotos da apresentação do Agrotóxico no Festival em nosso Facebook

Chegava a hora de eu assistir uma das lendas do Rock Nacional e maiores bandas do Punk Mundial, Olho Seco chegava no palco para finalizar o festival e ali estavam Jeferson no baixo, Marcos na guitarra, ( os mesmos músicos do Agrotóxico), André na bateria e Fábio nos vocais, e ao tocar o primeiro acorde a insanidade pousava no SESC, ninguém ficou parado, onde até a câmera que registrava os shows perto do palco teve que se retirar, pois todos agitavam ao som da lenda do punk mundial..as primeiras músicas foram  Me tirem deste inferno, Olho de Gato, Muito obrigado,

Foram clássicos seguidos de clássicos como Botas fuzis e capacetes, mostrando toda a energia da banda que faz um show visceral, Fabio toca “Sinto” música vetada pela censura que existia no Brasil na época do lançamento da mesma nos anos 80, e nesse ponto do show o palco já estava lotado pela platéia que subia aos palcos e fazia o famoso Stage Diving, muitas vezes sendo empurrados em virtude da quantidade de pessoas que subiam no palco.

Fabio avisa que a banda vai dar uma parada para dar inicio as gravações do próximo álbum e apresentam uma das músicas novas chamada “Nada” e a platéia já percebendo que a festa estava chegando ao fim já clamava aos gritos de “Isso é Olho Seco, Seco Seco Seco” e a animação era tanta, embora a música estivesse no set list não percebi a execução do clássico “Sinto” e não percebi se houve alguma música cortada no set list ou não, de tão bom que foi o show parecendo que tudo durou apenas alguns minutos.e então a platéia tem o Hino do Olho Seco cantando em Uníssono “Isto é Olho Seco, Seco seco seco.”

Termina assim o Festival de forma perfeita, já que nas apresentações que nosso portal teve a honra de realizar a cobertura, tudo ocorreu na mais perfeita ordem, sem nenhuma ocorrência, onde pude perceber que muitos que estiveram no Festival de 1982 trouxeram desta vez suas famílias para ver a seqüência do mesmo 30 anos depois. Foi Antológico.

O Punk Rock não morreu, Cresceu, amadureceu, tem família e vão unidas a Grandes Festivais como esse.

Vida longa ao Punk Rock Nacional.

Set List

  1. Me tirem deste inferno
  2. Olho de gato
  3. Muito Obrigado
  4. Vida violenta
  5. Castidade
  6. Botas, fuzis, capacetes
  7. Caminho suicida
  8. Eu não sei
  9. Haverá futuro
  10. Que vergonha
  11. Feito gente
  12. Sinto
  13. Bandeiras vermelhas
  14. Desespero
  15. Peste/lutar, matar
  16. Nada
  17. Isto é Olho Seco..

Veja as fotos da apresentação do Olho Seco no Brasil em nosso Facebook

Agradecemos ao SESC Pompéia e a Marina Pereira pelo Credenciamento.