Manifesto Rock Fest 7 (Quinta Eliminatória)

Confira como foi a ultima semana da fase eliminatória do Festival

Matéria de: Edu Escobar
Fotos* de: Bruno Bergamini
*as fotos estão no final do post

Dia 10 de setembro foi realizada a quinta (e última) eliminatória do Manifesto Rock Fest 7, que contou com as bandas Instinted, Necropolle, Sweet Shadow, Hefestus, Necromesis, Venya, No Man’s Land, Psy-Kick, The Wattsom’s e Judas Ass.

Não foi uma eliminatória qualquer, além de ter a importância de ser a última, com ótimas bandas acirrando a disputa pelas últimas vagas na semi-final, o quesito público também se demostraria bem diferente do que foi visto nas eliminatórias anteriores.

Abrindo a noite, a banda Instinted fez o público se preparar para o que viria pelo resto da noite. Com uma apresentação muito boa e repertório com músicas próprias, destaque para a música Essential Ignorance.

Segunda banda a se apresentar, a Necropolle visou as músicas covers, tocando grandes clássicos do Metallica, como Battery, e Master. Uma boa apresentação, apesar do entrosamento vocal e back vocal não ter sido no mesmo nível, mas nada muito relevante quando se trata de Metallica, Destaque para o público que agitou muito logo na segunda banda!

Terceira a se apresentar, a banda Sweet Shadow fez sua estréia nos palcos, tocando músicas prórpias de seu Industrial Metal, ou Maracatú Industrial, como chamado pela banda! Marcando uma das melhores apresentações da noite, destacaram-se as músicas Sweet Shadow e The Sun, tocadas com muita dedicação, que foi retrubuída pelo público.
Clique aqui e confira o Myspace da banda

Em seguida a banda Helefestus chegou com o melhor do Power Metal, mandando músicas como Power e Eagle Fly Free (ambas do Helloween). A banda também arriscou tocando com música própria, que seguia a linha Power Metal. No fim das contas, uma ótima apresentação.

Direto do ABC Palista, chega a vez da banda Necromesis com um pouco de metal extremo pra agitar ainda mais a noite! A apresentação marcou mais uma banda repleta de músicas próprias, e ótimas músicas por sinal!
Clique aqui e confira o Myspace da banda

Passando da metade do festival, sai o Metal e entra o Rock da banda Venya, com seu som próprio, muito bem apresentado. Destaque para a música para a música Anarquia Renovada, cuja o refrão é incrivelmente pegajoso.
Clique aqui e confira o Myspace da banda

A sétima banda da noite foi a No Man’s Land que continuou na mesma linha da banda anterior, mas mesclou seu repertório entre músicas próprias e covers como a Carry On My Wayward Son (Kansas).

A atração seguinte foi o Cyber Metal da Psy-Kick. O que se viu foi uma grande apresentação, de uma banda que certamente merece vôos bem maiores no Festival. Destaque para a todo o repertório mostrado e principalmente para o peso da bateria: quem ouvir psy com pedal duplo também concordará!
Clique aqui e confira o Myspace da banda

A penúltima banda da noite marcou pela despedida, antes mesmo de começarem, os caras do The Wattsom’s anunciaram que seria o último show da banda, e que a partir daquele momento, os membros da banda, que agora passaria a se chamar Reckless Overdrive procuram vocalista. É claro que a não presença de um vocalista os prejudicou, mesmo eles tendo revesado os vocais a cada música. Mesmo assim, subiram ao palco e deram a cara à bater, um grande exemplo para todos.
Clique aqui e confira o Myspace da banda

Fechando a noite, o Hard/Metal da banda Judas Ass se apresentou tocando músicas próprias (não! não tocaram cover do Judas Priest). Músicas muito boas também, a qualidade das músicas próprias apresentadas no festival melhora a cada edição. Confira no as músicas no Myspace da banda, logo abaixo:
Clique aqui e confira o Myspace da banda

Agora a parte mais importante do resumo/resenha/matéria seja lá como queira chamar: As bandas que passaram pelo voto popular foram a Necropolle (23 votos) e Sweet Shadow (42 votos); As bandas que passaram pelo juri foram a Hefestus (52,5 pontos) e a Psy_Kick (54 pontos), sendo 60 a pontuação máxima possivel pelo juri.

O mais interessante desta eliminatória foi ver que por muitas vezes, quando uma banda se apresentava, não apenas seus convidados agitavam na frente do palco, mas também os convidadas por outras bandas reagiam positivamente às apresentações, mesmo que, teoricamente se tratasse de um “adversário”. Parabéns ao público desta eliminatória que entendeu o espírito do Festival.

Agora, o mais importante Festival do cenário independente de São Paulo chega à sua fase final, aguardem.

Até a próxima!

Tags: Manifesto Rock Fest 7

Comentários:

Sobre o autor:

Eduardo Escobar:
Paulistano, trabalha com TI e é um eterno estudante de Ciência da Computação. Vocalista nas horas vagas, foi iniciado pelo Iron Maiden há muito tempo, curte Futebol, Truco, Poker, Stoner/Sludge/Doom Metal mas não dispensa bandas de outras vertentes. Aqui na A ILHA DO METAL, é responsável pela parte administrativa do site, mas também publica conteúdo.@eduescobar Facebook

já escreveu 2090 artigos para a Ilha do Metal.