Manifesto Rock Fest 10: Eliminatória 2

Outlanders, Instincted, Firestrike, Cabrera, Standlast, Colwire, Screams of Hate, Auster, Disciples e Tallene. As bandas do “Dia Metal” do Manifesto Rock Fest 10 descendo a lenha e mostrando todo o peso do estilo em alguns sub-gêneros que surgiram durante a noite.

Texto: Eduardo Escobar
Fotos: Marcos César (bullino) e Daniel Azevedo (CLIQUE PARA ACESSAR A GALERIA DE FOTOS)

No dia inteiramente dedicado ao Metal, uma característica bem interessante foi notar a primeira parte da noite bem heterogênea no quesito gênero e uma segunda parte completamente engessada e homogênea, aparecendo algumas bandas bem interessantes e singulares, assim com outras que são apenas mais do mesmo, vamos às bandas!

Começamos a noite com a banda Outlanders com uma pegada Heavy Thrash muito bem feita mas com o velho problema em ser a primeira banda da noite: a falta de público. Fora isso, seria um show que empolgaria muita gente, caso houvesse muita gente!

A Instincted chamou muito a atenção por ser uma das bandas que estava alguns níveis acima das demais, tecnicamente e visualmente. A banda fez uma apresentação com repertório de autoria própria, que foi a marca desta eliminatória, com fortes características eletrônicas, cheios de samplers que davam mais vida à proposta musical da banda.
Set-list:
I’mPULSEing/Undone
Nameless God
Redden The Abyss Between Us

Mais uma banda interessante, a Firestrike se destacou principalmente pelo visual do grupo e pela bela vocalista que demonstrou alguns momentos vocais interessantes. A banda mostrou sua música pautada no NWOBHM, uma escolha segura e um tipo que agrada a grande maioria dos fãs de metal, e desta vez não foi diferente.
Set List:
True As a Dream
Night Fever
Lion Tiger
Streets of Fire

Representando uma geração a frente, a banda Cabrera despejou toda sua potência, empolgação e a influência do Metallica para o público que estava em bom número. Os caras foram bem, agitaram, tinham um visual bom para uma banda de metal e também não apresentaram nenhum problema na execução, resultando em outro bom show.
Set-List
Demigod
Masquerade
Dark Side of Myself
Back to Ashes

Saltando uns 15, 20 anos na linha do tempo de Metal, foi chegada a hora da Standlast. Com destaque para nos riffs de guitarra, aliás, com destaque para a dupla de guitarras, a banda foi muito bem, porém sem um público razoável não há como uma banda dar tudo de si, e em um festival como o Manifesto Rock Fest, onde o público da banda é importantíssimo, afinal duas bandas são classificadas pelo voto popular, é essencial que haja uma pré divulgação para não correr esse risco.
Set-List:
Solutionless
Empty Girl Inside
Pallettes Of Grey

Metade da noite já havia passado, e abrindo a parte mais pesada, a banda Colwire com um Death Metal devastador, e em português, demonstrou muita qualidade. Além do Death clássico as vezes a banda demonstrava uma pegada mais moderna moderada, mas o único ponto fraco realmente foi o visual, que deu a impressão que poderiam tocar qualquer coisa, menos um som de peso, e não adianta, uma banda de metal deve SIM ser julgada pelo seu visual, mas apesar disso, esse quesito nunca deve ultrapassar o musical.
Set-List:
Intro
Sentindo o ódio
O Céu Não Vai te Salvar
My Damnation (Chelsea Grin Cover)
M.I.D.I.A.

Apesar da postura e empolgação no palco, a Screams of Hate, banda com características Death e Metalcore não mostrou toda visceralidade que existe em seus vídeos na internet. Mesmo assim, destaco a boa performance do baterista e o fato de que a banda tem qualidade, mas existem os dias em que as coisas não vão tão bem.
Set-List:
Corrupted
Fight
Narcotik
Revanche
Your soul will pay

A banda Auster teve diversos momentos em apenas 20 minutos, mas o que mais marcou foi a presença do baixo exageradamente alto, e uma das guitarras mais alta ainda, chegando a incomodar de verdade, fora esses problemas técnicos, a banda promoveu um lado mais obscuro do metal, com certa influência de Cradle of Filth em um show que se mostrou na média dos demais.
Set-list:
Ode to Night
Fare Thee Well
Sands of Insanity
Bleeding Dawn

A banda Disciples teve uma presença e um público muito bons durante seu show, mas apesar da boa performance, alguns ajustes no timbre da guitarra e uma melhora ao vivo na parte vocal seriam o suficiente para que a banda ganhasse uma avaliação superior, digo isso pois também tive a oportunidade de ouvir o som dos caras gravado em estúdio, confere aí: Disciples.Set-List:
TILL DEATH
SOLDIER
NEVER

Finalmente, fechando a noite mais pesada de todos os Manifesto Rock Fest, a banda Tallene com um Deathcore que não empolgou tanto o já baixo público presente, mas foi o suficiente para acabar à marretadas mais uma eliminatória do Manifesto Rock Fest.

Resultados da Segunda Eliminatória do Manifesto Rock Fest 10 (lembrando que desta vez, a pontuação máxima pelo júri foi de 80 pontos):

Colwire – 71 pontos
Instincted – 67,5 pontos
Cabrera – 30 votos
Auster – 29 votos