Cock Sparrer @ Carioca Club – São Paulo/SP

Uma noite que ficará na História do Punk Rock Brasileiro.
A Woodstock discos lançou no Brasil o LP Live & Loud há mais de 20 anos e sempre pensei, um dia gostaria de  assistir essa banda ao vivo. Mesmo tendo assistido uma parte dos Ramones, (CJ Ramone e Mark Ramone) e os Sex Pistols no Close up Planet, sempre vinha à cabeça o Cock Sparrer: quando será que assistirei um dia…e para minha surpresa e de todos que lotaram o Carioca Club, publico esse semelhante  ao  da apresentação do Accept, em maio, que pra mim foi uma grande surpresa, a banda fez uma apresentação mais que perfeita.
A banda que veio ao Brasil foi a mesma que iniciou as atividades em 1972 e gravou em 2009 o último álbum de estúdio, “Here we Stand“, formada  atualmente pelo fundador Colin McFaull – Vocais, Daryl Smith – Guitarra, Mick Beaufoy – Guitarra, Steve Burgess – Baixo e Steve Bruce – Bateria,  fizeram com que a espera de 15 ou 20 anos por uma apresentação no Brasil tivesse valido muito a pena. Como não tinha banda de abertura o horário previsto para começar a apresentação foi cumprido (19: 30) e com a banda no palco assim foi…

Um inicio fantástico com 3 hinos na sequencia, Riot squad, What your back e Working com o público já cantando na maior altura possível, e todo mundo reparando que a noite seria especial. Deram sequência com uma música nova do último trabalho “Sussed” e ao diminuir um pouco o ritmo Daryl Smith anuncia um dos maiores hinos do punk rock “Running Riot” e com um hiato de 2 , 3 segundos, que pareceu uma eternidade, começa o riff  que levou a casa abaixo. Todos os Sucessos foram tocados, “Chip on my shoulder”, “I got your number”, “Because you are young”, ou seja, um set list perfeito para a primeira apresentação no Brasil, e para a música “Take’em all”, que embora muitas não saibam uma torcida na Inglaterra a canta para apoiar seu time de futebol, o desconhecido para nós Seatle Sounders e para executá-la no Brasil convidaram ao palco o brasileiro que fez parte da banda por varios anos, o guitarrista Chris Skepis, e em seguida terminaram a primeira parte do show com Where are they now.’

O Bis foi foi indescritível com “Suicide Girls”, “England Belongs to me” e “We’re coming back” , provando pela milionésima vez, que mesmo com 40 anos de história, o que eles fazem hoje, com cabelos grisalhos e a idade avançada, deixam muita banda que se diz roqueira parecer uma dupla sertaneja com pedal distorcido.

Só podemos dizer Obrigado Cock Sparrer.

01- riot squad
02- watch your back
03- working
04- sussed

05- whats is it like to be old?
06- teenage heart / droogs don’t run
07- get a rope
08- tough guys

09- au
10- runnin riot
11- chip on my shoulder
12- i got your number

13- colin mcfaull presenting the boys
14- because you’re young
15- take ‘em all (+ chris skepis)
16- where are they now

Bis

17- suicide girls
18- england belongs to me
19- we’re coming back

 

 

Comentários:

Sobre o autor:

Marcos Cesar de Almeida:
"Metaleiro das antigas" ou Tiozinho dos shows, Torcedor do Monte Azul, ouço todas as vertentes do Metal, Hard, folk, death, THrash, tendo distorção e bem feito tá valendo. Twiter : @BULLINO

já escreveu 1959 artigos para a Ilha do Metal.