Behemoth @ Carioca Club – São Paulo/SP (21/10/2012)

A Polônia se solidificou como um berço de bandas extremas assim como a Suécia e a Noruega, somente este ano já marcaram presença no Brasil com duas grandes bandas: Hate e Decapitated e apesar do recente cancelamento do Vader, já temos apresentações programadas para 2013. Mas em qualquer lugar do mundo a Polônia é reconhecida por um nome: Behemoth, que nos seus mais de 20 anos de carreira consolidou-se como ícone no metal extremo, juntamente com uma coleção de processos judiciais pela sua postura ofensiva às religiões.

Texto: Mayara Puertas
Fotos: Bruno Bergamini

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A GALERIA DE FOTOS

Após 4 anos de sua ultima apresentação, o Behemoth retornou ao Brasil na noite de 21/10 pela produtora Sob Controle, por volta das 18:30 a entrada foi liberada e rapidamente a legião de fãs lotou a casa de shows, onde até mesmo os mezaninos estavam cheios. Era nítida a expectativa da plateia que aguardava o inicio do show gritando constantemente pela banda, afinal seria a primeira apresentação deles em solo brasileiro após a luta do vocalista contra a leucemia.

Pouco depois das 20:30 foi findada a espera, os membros aos poucos adentraram ao palco, era possível ver nitidamente que estavam decididos a marcar um grande retorno. Devidamente caracterizados com “Corpse Paint” e o figurino característico da banda, os membros Inferno, Orion, Nergal e Seth abriram a noite com “Ov Fire And The Void” e a partir daí a plateia espremida atendeu ao chamado da insanidade.

A introdução maléfica de “Demigod” venho acompanhada da faixa “Moonspell Rites”.  Nergal contrastava com a estatura monstruosa do baixista Orion, ambos foram incansáveis no palco mas com certeza o destaque ficou a cargo do vocalista que a todo momento vinha a frente interagindo com o publico e entre uma musica e outra incitava a plateia a responder ainda mais, não deixando duvidas de que esta plenamente recuperado e que figura como um dos melhores frontman do metal extremo. O Guitarrista Seth portou-se um pouco mais reservado do que os demais membros, mas nem por isso deixou de chamar a atenção na execução de seus Riffs.

Deixavam claro a todo momento a satisfação de retornar ao solo Brasileiro e na execução da faixa “Conquer All” Nergal mostrou que também é excelente guitarrista. A banda não economiza no quesito visual (Nergal talvez mais do que todos) porem a iluminação utilizada para aumentar ainda mais a atmosfera obscura frustrou muitos fotógrafos presentes.

A sequencia de “Christians To The Lions”, “The Seed Ov I” e “Alas, Lord is Upon Me”, não poderia ter sido melhor selecionada! O entrosamento entre publico e banda era incrível tanto que por vezes Nergal dedicava-se somente às guitarras deixando que a plateia  cantasse a plenos pulmões os grandes sucessos da banda. “Decade Of Therion” e “At the Left Hand ov God” ( uma das faixas mais populares, e uma de minhas favoritas ao lado da trinca supracitada) deram sequencia a apresentação que com certeza os fãs desejavam que perdurasse a noite toda.

Porem o que não esperávamos é que “Slaves Shall Serve”, “Chant for Eschaton 2000” e “Lucifer” encerrariam a apresentação tão abruptamente que muitos permaneceram ainda algum tempo aguardando que a banda retornasse ao palco. Sem duvidas foi um retorno memorável para o Behemoth e para os fãs brasileiros, que assim como eu vão aguardar ansiosamente que em breve encontremos os poloneses novamente!