Bavini @ Teatro Opus – São Paulo/SP (30/06/2017)

Quem é esse Bavini? Show com participação de Sergio Reis?

Antes de tudo vamos um pouco de História, o primeiro sucesso de Sérgio Reis, foi na Jovem Guarda, que seria o Pop Rock dos anos 60 com a música “coração de papel”,e seu filho Marco Bavini simplesmente foi o fundador da banda Anjos da Noite,  muito conhecida de quem gosta de Hard nos anos 90, e que tinha nesta banda ninguém menos que Eduardo Ardanuy na guitarra, que tempos depois junto com os irmãos Busic formariam o Dr. Sin.

Bavini também teve a banda Tork, outro marco no Hard Rock brasileiro, que gravou um CD e um DVD e também teve boa recepção do público e crítica, e ultimamente tem excursionado com seu pai, Sérgio Reis, onde produzindo os CD’s do pai já ganhou dois prêmios Grammy e essa falta de Hard Rock/AOR no mainstream deixou nossa equipe bem empolgado com esse lançamento.

Um bom público compareceu ao Teatro Opus, que fica no quarto andar do Shopping Villa Lobos, sempre destacaremos quando o evento começa no horário marcado, e este também o foi, e todos os músicos entram junto, inclusive uma pequena orquestra, com a bateria a frente e todos os músicos posicionados perfeitamente ao palco.

A primeira música foi “Um Sonho” e por mais que o músico tenha toda sua experiência junto ao pai,  era nítido sua fonte do Hard Rock, bem parecido com o tipo de som que o Malta vem fazendo, e a primeira música com o arranjo da orquestra ganhou um corpo muito interessante.

O músico percebe que o Teatro estava cheio, agradece a todos, a sua banda, e apresenta a segunda faixa, “Sorrindo” e o palco com uma linda luz azul, criou um clima ameno e bem calmo, como a própria música transmite com sua letra e melodia.

O músico se emociona pela recepção da platéia e avisa que ele estava registrando em vídeo aquele momento,  provavelmente para algum DVD futuro, a sequencia, foi com “Luz” e “Dias Melhores”, que por ser uma música conhecida, foi bem cantada junto com a banda e sendo a orquestra uma participação bem especial de como a canção foi apresentada.

A próxima, mais uma parceria com Marcos Ardanuy, que mencionou ser mais uma 99.99% que fazem junto, e era sobre uma ex namorada que não atendia algum desejo do compositor e após fazer um ensaio de como seria o refrão, com a platéia cantando o nome da música, muito engraçado ao final Bavini menciona se mostrasse a música finalmente ele conseguiria o desejado.

Olha do primeiro convidado, que na verdade seria convidada, a cantora Renata Fausti, e muito bonita a homenagem de Renata a Bavini por fazer parte da vida dele neste momento, e cantando um de frente para um outro num “clima bem romântico” entre os músicos, a primeira faixa foi “Me Espera”, numa linda balada, e a segunda a nova música de trabalho de Bavini que lançou essa semana em todas as rádios com participação de Paula Fernandes, e foi composta pela Renata Fausti junto com Ana Luxo, onde Renata fez a parte de Paula, ficando esta versão ao vivo bem mais intimista e interessante que a propriamente registrada no CD.

O sucesso da MPB “Sapato Velho” que muitos conhecem da versão do Roupa Nova veio depois em uma linda roupagem, cantada apenas por duas violas, a de Bavini e do músico e amigo Marcelo Meireles.

Pra ser feliz” deu sequência a apresentação e claramente o repertório poderia ser qualquer balada gravada pelo Anjos da Noite, sendo a seguinte “Instante” composta nesta fase quando o música explodia nas rádios com sua banda de hard rock.

A música com um tom melancólico, principalmente nas letras com uma forte letra falando sobre despedida, e com a participação da orquestra deu uma alegria a música fazendo uma contrapartida com as palavras cantadas que o resultado foi sensacional.

hora do segundo convidado, a dupla Mano a Mano formada pelos irmãos Mauricio e Mauro Gasparini onde o primeiro foi o vocalista do Rádio Taxi na fase de maior sucesso da banda, e fizeram uma belíssima versão de “Eva” e “Você se esconde“.

Um dia ” sobre uma perda em um relacionamento foi a balada seguinte que realmente criava um clima interessante com a letra e violões bem triste porém a orquestra dando um clima alegre.

A seguinte foi um cover de Guilherme Arantes que na versão acústica tocada com viola ganhou uma roupagem sensacional, tanto é que todos cantaram junto o sucesso, com um trecho de “Dona” do Roupa Nova reverenciando a maior banda de AOR que temos no Brasil.

Hora de chamar o pai, Sergio Reis entra no palco, e claro uma das pessoas mais importantes da música brasileira é ovacionado como se deve. O carisma de Sergio Reis é algo fora do comum, brinca do acidente quando caiu do palco dizendo que não sentaria na cadeira, pois já caiu do palco agora cadeira, seria o fim.

Tocam a música “Raro“, uma parceria com Renato Teixeira, e que esta neste CD que Bavini estava lançamento. Quando a gente reclama do tal de sertanejo universitário, as vezes até sem conhecer muito, mas a verdade é que, quando você vê interpretes como Sérgio Reis, reclamaríamos muito mais, pois perto de Sérgio Reis nenhum tem gabarito para lamber nem o chulé.

A sequencia foi clássicos de Sérgio Reis como “Vamo Tomar Pingão”, “Filho Adotivo”, que caiu um cisco nos olhos de toda a platéia devido a emoção que na interpretação de ambos causou, e ainda tinha mais “Tristeza do Jeca”, “Tocando em Frente” e “Menino da Porteira” com direito a berrante e tudo mais. Ver pai e filho tocando junto e visivelmente felizes de estarem dividindo o palco em uma situação diferente do que fazer quando excursionam, agora era o lançamento do trabalho do Filho e víamos no palco um senhor orgulhoso de seu filho.

Um adendo…Quem nasceu ou viveu as Feira Agropecuária que tem pelo interior do imenso Brasil , sabe que a música regional é muito mais do que isso que vemos nas rádios, e tem muita importância na cultura do Brasil e o que tão fazendo… nossos ouvidos não merecem.

A saideira da primeira parte do show foi “Você foi você é“, e o músico sai completamente emocionado do palco sendo extremamente bem aplaudido por todos presentes, o bis ficou com a versão de Lulu Santos “Quando um certo Alguém” e termina ali a apresentação e começa a nova fase da carreira desse brilhante músico chamado Marco Bavini.

  1. Um Sonho
  2. Sorrindo
  3. Luz
  4. Dias Melhores
  5. Sim
  6. Me Espera
  7. Bom dia
  8. Despedida
  9. Feche os Olhos
  10. Eva
  11. Você se Esconde
  12. Um dia
  13. Um dia Um Adeus
  14. Dona
  15. Raro
  16. Vamo tomar um pingão
  17. Filho Adotivo
  18. Tristeza do jeca
  19. Tocando em frente
  20. Menino da Porteira
  21. Você foi, você é

Este slideshow necessita de JavaScript.

A ILHA DO METAL tem o Apoio Cultural da T4F – SOLID ROCK FESTIVAL

SOLID ROCK – DEEP PURPLE, LYNYRD SKYNYRD E TESLA
Cerveja Oficial: Heineken
Realização: TIME FOR FUN

CURITIBA (PR) – Pedreira Paulo Leminski

Data: Terça-feira, 12 de dezembro de 2017
Ingressos: de R$ 145 a R$ 660 (ver tabela completa)
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br
Retirada na bilheteria e E-ticket – taxas de conveniência e de entrega.

Pontos de venda no link: http://premier.ticketsforfun.com.br/shows/show.aspx?sh=pdv

SÃO PAULO (SP) – Allianz Park

Data: Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
Ingressos: De R$ 130 a R$ 580 (ver tabela completa)
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br
Retirada na bilheteria e E-ticket – taxas de conveniência e de entrega.

RIO DE JANEIRO (RJ) – Jeunesse Arena
Data: Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017.
Ingressos: de R$ 125 a R$ 650 (ver tabela completa)
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br
Retirada na bilheteria e E-ticket – taxas de conveniência e de entrega.