Barão Vermelho @ Tom Brasil – São Paulo/SP (01/07/2017)

O mês do Rock começou de forma sensacional em São Paulo!!!!

Ô…o Barão Volt0ooooooô……Ô…o Barão Volt0ooooooô……

Álbum de Fotos: Click Aqui

O Barão está firme e forte. Desde o anúncio da saída de Frejat, a banda ao contrário do que muitos pensavam, não teve seu fim, e surpreendendo mais ainda, anuncia um novo vocalista, Rodrigo Suricato, que claro todos aqueles mimizentos de internet já saíram reclamando sem se quer escutar como soaria a banda nesta terceira fase.

Uma coisa que saltou aos olhos da nossa equipe, foi perceber o “sangue no zoio” que a banda estava para ir ao palco, conforme o baixista Rodrigo Santos descrevia a empolgação da banda com essa formação. Após uma estréia bem sucedida no Rio de Janeiro, finalmente chegava a hora da terra da Garoa, conhecer essa fase e ver como a banda se comportaria no palco.

Vários músicos do Baranga, Tomada, Bruxa do 73 e até do Made in Brasil que a banda sempre assumiu a influencia da antiga banda paulista no seu som, estavam lá, todos ansiosos pelo show que se iniciaria em minutos.

Um bom público compareceu a gelada noite de inverno em São Paulo, e quando as luzes se apagaram e um video mostrava com várias imagens e destacando o nome da Tour #Barãoprasempre e ali estavam Guto Goffi (bateria), Maurício Barros (teclados),  Rodrigo Santos (baixo) e Fernando Magalhães (guitarra) e Rodrigo Suricato na difícil missão de substituir Frejat.

Suricato já começa bem solando slide em sua guitarra dando um toque mais bluezeiro como intro para “Pedra, Flor e Espinho”, e sendo o show do Barão Vermelho, qual seria a cor que dominaria o palco neste momento, vermelho e daqueles bem rubi, dando um visual bem propicio e a banda começa a mil por hora, “Pense e Dance” seguida por “Ponto Fraco”, no mesmo astral e a banda agitando muito, caras e bocas, movimentação, pedindo a galera ara voltar então o barão estava ali, outra voz, mas a alma do Barão firme e forte no propósito de se fazer Rock ‘n’ Roll no Brasil.

Aós “Carne de Pescoço“, a primeira da fase com o hit ” Bete Balanço” com “Dignidade” e que banda ao vivo, que agito, Show de Rock, na concepção da palavra, precisos, agitando e a diferença da voz, nenhum problema, quem reclamou, literalmente não sabia o que falava, ele cantou muito bem, tanto as fases Cazuza como a fase Frejat, e como uma jornalista do Site Marofa Music conversando com a gente disse, “as músicas da fase Cazuza saíram melhor sim, porém nada desabona a fase Frejat” e concordamos plenamente com essa afirmação..

Uma diferença boa no set list, foi incluir uma parte mais blues com “Billy Negão” , a sensacional “ Eu queria ter uma bomba” , e uma surpresa, pois não conhecíamos o setlist com “Down em mim“. O Barão inovou também com o palco que além do telão de fundo, tradicional para muitas bandas, tinha dois, digamos laterias, que parecia que criava uma sensação que ampliava ainda mais o palco.

E como a banda está em turnê tocando apenas clássicos, ficava fácil, conquistar a galera, sim pela qualidade que a banda apresentava e como se portava no palco, mas poderia ter sido um tiro no pé, isso num opinião quase que infantil, pois jamais uma banda com o nome Barão faria algo que desabonasse seu som ou sua atitude no palco, e esse espirito sempre foi característico no Barão.

Músicos como “Meus bons Amigos”  ou mais uma blues “Quem me olha assim”, perfeita, e Suricato, deixa a frente do palco para o tecladista Maurício Barros catar “Não amo ninguém“, outro blues, e muito legal nesse ponto enquanto mauricio caminhava de um lado ao outro Fernando, Rodrigo e Suricato, ficaram sentados em frente a bateria só admirando e acompanhando o amigo cantando. (N da R: Outro do Barão que canta muito bem!!!)

E era hit atrás de hit, agora “Tão longe de tudo” e depois teve a romântica “Por você” veio depois cantada por todos e a platéia tinha uma característica, claro que formada por pessoas mais velhas na idade, mas cheia de espirito rock’n’roll que estavam ali para curtir a banda tocando, outros dançando, outros pulando agitando, cada um na sua vibe, mas todos felizes com a banda detonando ao vivo, que por sua vez claramente feliz também pela resposta do público. Mais uma prova de como essa iteração é importante.

Mais uma do inicio de banda ” Por que que a gente é Assim”, volta com o peso, para depois Suricato convocar um dos maiores baixista do rock nacional, Rodrigo Santos cantar a música “Cuidado“, que é aquele rock bem crú e sujo, bem característico do Barão.

A pesada e atual ” Declare Guerra” fazendo dobradinha com um cover do Cazuza, “Brasil” deixa estampando a opinião de todos sobre a suja política brasileira, isso porque as músicas já tem mais de 25 anos e continua atual.

O final da primeira parte veio com “Puro Extase” e “Maior Abandonado”, terminaram a primeira parte com tudo perfeito em um perfeito Rock’,’Roll,e mesmo  até a homenagem que fizeram ao saudoso perfeccionista da banda Peninha, que faleceu ao passado, e a banda colocou uma gravação com ele tocando para a introdução de uma faixa que não lembramos agora, mas o apresentaram, pois certamente ele está acompanhando a banda no palco tirando o som que sempre o fez com maestria no Barão.

O bis com as previstas “O Poeta Está Vivo”, “O Tempo Não Para”, e “Pro Dia Nascer Feliz” que fecha qualquer show do Barão e neste não foi diferente, mas o que foi diferente foi o batera Guto Golfi vir a frente e falar que essa formação vai até o fim do mundo….e isso sim foi uma promessa de puro rock and roll.

O Barão voltou, e arregaçou, agora com os grandes compositores que possui na banda, manter essa pegada e que o entrosamento com Suricato, traga mais frutos e putas músicas como o Barão sempre fez em toda suas fases…

Ô…o Barão Volt0ooooooô……Ô…o Barão Volt0ooooooô……

  1. Pedra, Flor e Espinho
  2. Pense e Dance
  3. Ponto Fraco
  4. Carne de Pescoço
  5. Bete Balanço
  6. Dignidade
  7. Billy Negão
  8. Eu queria ter uma bomba
  9. Down em Mim
  10. Enquanto Ela Não Chegar
  11. Meus Bons Amigos
  12. Quem me Olha Só
  13. Não amo ninguém
  14. Tão Longe de Tudo
  15. Por Você
  16. Por que a Gente é Assim?
  17. Cuidado
  18. Menina Mimada
  19. Declare Guerra
  20. Brasil
  21. Puro Êxtase
  22. Maior Abandonado
  23. O Poeta Está Vivo
  24. O tempo não pára
  25. Pro dia nascer feliz

Este slideshow necessita de JavaScript.

A ILHA DO METAL tem o Apoio Cultural da T4F – SOLID ROCK FESTIVAL

SOLID ROCK – DEEP PURPLE, LYNYRD SKYNYRD E TESLA
Cerveja Oficial: Heineken
Realização: TIME FOR FUN

CURITIBA (PR) – Pedreira Paulo Leminski

Data: Terça-feira, 12 de dezembro de 2017
Ingressos: de R$ 145 a R$ 660 (ver tabela completa)
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br
Retirada na bilheteria e E-ticket – taxas de conveniência e de entrega.

Pontos de venda no link: http://premier.ticketsforfun.com.br/shows/show.aspx?sh=pdv

SÃO PAULO (SP) – Allianz Park

Data: Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
Ingressos: De R$ 130 a R$ 580 (ver tabela completa)
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br
Retirada na bilheteria e E-ticket – taxas de conveniência e de entrega.

RIO DE JANEIRO (RJ) – Jeunesse Arena
Data: Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017.
Ingressos: de R$ 125 a R$ 650 (ver tabela completa)
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br
Retirada na bilheteria e E-ticket – taxas de conveniência e de entrega.