Primal Fear – Unbreakable

Primal Fear – Unbreakable

Ano de lançamento:

2012

Gravadora:

Frontier Records

Review:

Quase 3 anos se passaram desde o último lançamento, “16.6 (Before The Devils Knows You’re Dead)”, que levantou a moral da banda, musicalmente falando, após uma recente perda de identidade após o fraco álbum “New Religion”. O novo petardo “Unbreakable” chega para resgatar a antiga essência do Primal Fear aliada com certa maturidade.

O álbum se inicia com a instrumental ‘Unbreakable (Part 1)’ que nada mais é um prelúdio, então partimos para adiante. A faixa ‘Strike’ já nos remete ao passado da banda com um refrão pegajoso e uma melodia sem muitas surpresas, assim como a faixa seguinte, ‘Give Em Hell’.

Mas a partir da faixa ‘Bad Guys Wear Black’, com uma levada um pouco mais lenta, daquelas possíveis de serem assobiadas e com algumas quebras no andamento da bateria e a incrível dupla de guitarras formada por Magnus Karlsson e Alex Beyrodt, o cenário muda positivamente, uma faixa que lembra o ótimo álbum ‘Seven Seals’, de 2005.

‘And There Was Silence’ é certamente uma surpresa, seja boa ou ruim, é exageradamente rápida, com o timbre de guitarra característico do Metal Melódico.

‘Metal Nation’, a faixa que mais se destaca nesse álbum, com algumas variações bem interessantes que preparam o ouvinte para o solo, além de ser o tipo de música com o tema que todo headbanger que se preze curte. Simplesmente épico!

O álbum vai avançando e faixa a faixa, a diversificação musical dentro de um mesmo gênero é eminente e realmente empolgante. ‘Where Angels Die’ inicialmente parece ser uma faixa genérica, com um bom destaque ao baixo de Mat Sinner,dentro da discografia da banda, mas conforme vai crescendo, se torna melancólica com guitarras ecoando sequencialmente, quase uma balada, e inesperadamente ganha pitadas sinfônicas incrivelmente dramáticas.

Boa parte dos adjetivos favoritos na composição das letras da banda está presente na faixa título ‘Unbreakable (Part 2)’ que não é uma faixa tão interessante quanto as quatro últimas, mas mantém o ótimo nível.

O real potencial do baterista Randy Black realmente aparece em ‘Marching Again’, empenhando o papel de protagonista mesmo em meio à tantos riffs e solos de guitarra disputando tal destaque.

‘Born Again’ é a música lenta do álbum, com uma letra reflexiva e cheia de questionamentos, também é um tipo de composição bem tradicional no Primal Fear. ‘Blaze of Glory’ e ‘Conviction’ fecham o álbum sem muito brilho.

Para quem não conhece a banda, um álbum que remete à vários álbuns da banda, aliado à uma maturidade musical, citada no início desta review. Para os fãs de longa data, um álbum com o sabor especial, pois mesmo possuindo na discografia um álbum estupendo como o “Seven Seals”, a banda mostra que ainda pode equipara-lo e supera-lo em alguns momentos (sorte a nossa por Ralf Scheepers não ter entrado no Judas Priest).

“Unbreakable” naturalmente perde um pouco na avaliação por fazer parte de uma discografia tão sólida quanto a do Primal Fear, mas fica claro que a banda está em uma crescente! Quem se atreve atravessar o caminho de Mat Sinner, Ralf Scheepers e seus comparsas?

Track List:
1. Unbreakable (Part I)
2. Strike
3. Give ‘Em Hell
4. Bad Guys Wear Black
5. And There Was Silence
6. Metal Nation
7. Where Angels Die
8. Unbreakable (Part II)
9. Marching Again
10. Born Again
11. Blaze Of Glory
12. Conviction

Créditos:
Ralf Scheepers – vocal, backing vocal
Randy Black – bateria
Magnus Karlsson – guitarra, teclado
Alex Beyrodt – guitarra
Mat Sinner – baixo, vocal, backing vocal e produção
Oliver Hartmann – backing vocal
Erik Martensson – backing vocal
Mixado e masterizado por Achim Köhler no Indiscreet Audio

Clipe Oficial:

Comentários:

Sobre o autor:

Eduardo Escobar:
Paulistano, trabalha com TI e é um eterno estudante de Ciência da Computação. Vocalista nas horas vagas, foi iniciado pelo Iron Maiden há muito tempo, curte Futebol, Truco, Poker, Stoner/Sludge/Doom Metal mas não dispensa bandas de outras vertentes. Aqui na A ILHA DO METAL, é responsável pela parte administrativa do site, mas também publica conteúdo.@eduescobar Facebook

já escreveu 2090 artigos para a Ilha do Metal.