Marduk – Dark Endless

Marduk – Dark Endless

Ano de lançamento:

2012

Gravadora:

Century Media Records

Review:

Vez por outra, algumas obras seminais do Metal são relançadas, justamente para que elas mostrem às novas gerações as origens dessa ou daquela sub-vertente, pois nem sempre os discos prensados nas suas devidas épocas duram tanto tempo.

E a Century Media Records presta o ótimo serviço de pôr o seminal ‘Dark Endless’, primeiro disco do MARDUK de volta às prateleiras.

Primeiramente, as músicas receberam uma remasterizada muito boa, para que soem com uma qualidade um pouco melhor, bem como apresenta alguns presentinhos legais aos fãs da banda de longa data.

O disco, originalmente, foi produzido pelo próprio quinteto (sim, a banda na época tinha mais um guitarrista), tendo a assessoria de Dan Swanö na engenharia de som e mixagem, e o som da banda soava denso e cru, bem mais climático e com certos toques de Death Metal, já que não eram ainda aquilo que se tornariam mais alguns anos adiante. A arte de Daniel Vala, é bem antenada com o que a banda mostra no CD.

Musicalmente, esqueçam a velocidade absurda e sonoridade mais massiva da atualidade, pois a banda, como dito acima, ainda estava em um estágio quase que embrionário, ainda com influências do Death Metal que estava em voga nos primeiros anos da década de 90, especialmente na terra natal do quinteto, a fria Suécia. A velocidade aqui ainda não é o quebra-pescoços do futuro, mas a banda se concentra em algo mais macabro e tétrico, tanto que ainda existem músicas do disco no setlist da banda até os dias de hoje. Mas mesmo com tantos fatores, que podem ser interpretados ao bel-prazer do leitor como positivos ou negativos, temos fortes destaques em músicas como ‘Still Fucking Dead (Here’s No Peace)’, forte e com vocais insanos, uma daquelas que a banda ainda toca nos dias de hoje; ‘The Sun Turns Black as Night’, outra bem pesada e com riffs de guitarra muito bons; ‘Departure from the Mortals’, um dos hits da banda até os dias de hoje, onde a bateria mostra uma boa pegada, assim como a clássica ‘The Black…’, e ainda temos as faixas bônus ‘Departure from the Mortals’, ‘Within the Abyss’, ‘Still Fucking Dead (Here’s No Peace)’, e ‘The Black Goat of the Woods With a Thousand Young’, gravadas em 1991, e ‘Dark Council/Departure from the Mortals’ e ‘Within the Abyss’, ambas saídas de um ensaio de 1990, estas últimas com qualidade de som bem ruim, mas que servem como tributo aos sacrifícios feitos no passado.

É um bom lançamento, sem sombra de dúvidas, mas o MARDUK de hoje é muito, muito melhor…
Tracklist:

01. The Eye of the Funeral
02. Still Fucking Dead (Here’s No Peace)
03. The Sun Turns Black as Night
04. Within the Abyss
05. The Funeral Seemed to Be Endless
06. Departure from the Mortals
07. The Black…
08. Dark Endless
09. Holy Inquisition
10. Departure from the Mortals (Live)
11. Within the Abyss (Live)
12. Still Fucking Dead (Here’s No Peace) (Live)
13. The Black Goat of the Woods With a Thousand Young (Live)
14. Dark Council/Departure from the Mortals (Rehearsal, December 1990)
15. Within the Abyss (Rehearsal, December 1990)
Formação:

Dread – Vocais
Devo – Guitarras
Evil – Guitarras
Rickard Kalm – Baixo
Af Gravf – Drums