Hammerfall @ Carioca Club – São Paulo/SP (01/12/2017)

Três Anos.

Três anos é muito tempo para uma banda como o Hammerfall ficar sem tocar no Brasil, e finalmente a produtora Free Pass trouxe devolta a banda para uma série de shows no país e o ponta pé Inicial foi a Cidade de São Paulo no já já tradicional Carioca Club.

Um excelente público compareceu ao evento, que até eu não esperava tanta gente em função da quantidade de shows que temos na cidade nos últimos anos e como característica da produtora no horário lá estavam no palco,  Joacim Cans (vocais), Oscar Dronjak (guitarra), Pontus Norgren (guitarra), Fredrik Larsson (baixo) e Johan Koleberg (bateria), sobeam ao palco e começam o espetáculo com “Hector’s Hym” e o impacto foi fulminante com toda a cada cantando junto o refrão e a reação foi completamente inesperada pela banda, que ficou até assustado com o maravilhoso feedback e já colocou junto “Riders Of The Storm” com aquela base forte, no melhor Metal Tradicional e ainda na segunda música, muitos pensavam… ” Meu.. que porra é essa?”

absurdamente perfeitos, vem ainda a terceira, “Bring it” e a primeira do último disco Built to Last de 1016 e tudo parecia igual, os refrões fortes e cantados por todos, sendo tudo perfeito, o visual esfumaçado que via do palco, causando aquela penumbra com luz contra os músicos, e aqueles que dizem a mas isso é o metal espadinha… que burrice quem diz, aquilo é o melhor estilo heavy metal, riffs pesados, músicos com os “ooooo”, aquela sensação que determinada música grudou na sua cabeça, roupas de coro.. soa muito um NWOBHM na sua origem mas atualizado e isso é “bom pra caralho”

O show foi rolando maravilhosamente bem e la vem a pedrada “Renegade”, clássico do álbum de mesmo nome de 2000 e claro que foi cantado a plenos pulmões, e a plateia como ja citamos cantou quase todas as músicas bem alto, isso para não dizer todas, e ver a galera com punho cerrado pra cima e batendo cabeça era muito bom, voltando aos bons tempos do metal.

O vocalista Joacim lembro que no dia 1 a banda relançava a edição especial do primeiro disco Glory to the Brave, mas que não tocariam o álbum na integra afinal aquele show era da Tour do Built to Last, e veio alguns clássicos como “Crimson Thunder” e “The Last Standing” e aquilo era a exaltação do Metal em São Paulo em um show que não precisa de uma roda para ser considerado pesado.

Chegava o momento mais foda do show, Joacim  pergunta quem já foi em algum show do HammerFall, quem estava ali pela primeira vez, e ele, repara, que todos respondem sim para qualquer pergunta, criando uma situação bem engraçada e acaba ensinando a todos como se canta no Refrão de ” Let the Hammer Fall”, e que versão tivemos com a guitarra em forma de martelo do único membro desde a origem da banda, Oscar Dronjak , descendo a porrada para esse porque não esse clássico do metal mundial… e sempre vou achar válido uma banda compor uma música com o nome da banda e eles digamos que podemos dizer que tem duas e duas baita músicas..

Falou que não tocaria nada do debut da banda mas tivemos um medley especial de Glory to the Brave culminando com a faixa título, e os mais de 7 minutos eu diria que foi um “gozo metálico” que puta que pariu, eu me recordo bem do show da primeira edição do Free Pass e não tinha essa sensação de clássico após clássico.

O final da primeira parte com “Origins” e “Punish and Enslave” claro que não teve o impacto das clássicas, mas eu diria que uns 89.34% dos queixos presentes no Carioca Club estavam no chão, tamanha foi o impressionante impacto da apresentação e ainda faltava o bis.

Sendo bem franco eu estava anestesiado e a impressão era a mesma de todos os que estavam do meu lado e o bis veio com “Hammer High”, “Bushido” e “Hearts On Fire” mesclando mais músicas novas e mais antigas, mas sinceramente claro que sempre é bom ouvir mais, mas eu já pensava nas palavras que tentam compor nessas porcas linhas o que foi essa apresentação.

O martelo caiu no dedinho  do pé e foi foda pra caralho e não quero esperar outros 3 anos para vê-los novamente.

GLORY TO HAMMERFALL.

Hector’s Hym
Riders Of The Storm
Bring It!
Blood Bound
Any Means Necessary
Dethrone And Defy
Crimson Thunder
Last Man Standing
Let the Hammer Fall
Built to Last
Glory to the Brave (Medley)
Glory to the Brave
Origins
Punish and Enslave
BIS
Hammer High
Bushido
Hearts On Fire

Banda(s) / Artista(s):

Tags: hammerfall

Comentários:

Sobre o autor:

Marcos Cesar de Almeida:
"Metaleiro das antigas" ou Tiozinho dos shows, Torcedor do Monte Azul, ouço todas as vertentes do Metal, Hard, folk, death, THrash, tendo distorção e bem feito tá valendo. Twiter : @BULLINO

já escreveu 2070 artigos para a Ilha do Metal.