Elaine Thrash: Mais que uma headbanger

Esta notícia é antiga e foi publicada à 7 anos atrás.

Você pode encontrar novas notícias através do arquivo de notícias da Ilha do Metal

Ela é mais que uma Headbanger!! Para marcar o Dia Internacional da mulher, a escolhida foi Elaine Oliveira, mais conhecida como Elaine Thrash.Ela acumula as funções de apresentadora, vocalista, atriz, poetisa e escritora. Suas influências musicais são as bandas Testament, Megadeth, Overkill, Kreator, Death, Type O Negative, Moonspell, Anathema, Anthrax, Torture Squad, Iced Earth, Whitesnake, Symphony X, Sentenced, Aerosmith, After Forever, Ambeon, Carcass, Korzus, Judas, Opeth, Nevermore, entre  outros.
Na verdade a lista é imensa atualmente nossa show woman tem apreciado muito música clássica.
Apresentadora do Programa Metalsplash transmitido pela All tv, que vai ao ar todo o domingo das 12h às 14h.Programa especialmente voltado para a cena nacional,apresentado juntamente com Thiago Pires e Felipe Motta e outros, que irão ser anunciados em breve, que farão as matérias.

Nossa multi mulher é atriz. No teatro já  fez: A Pequena Sereia, Drogas ou D…, A Paixão de Cristo, O Cântico dos Cânticos, Will – Colagens de Shakespeare, A Lenda de Narciso, entre outras. Alguns curtas e um clipe da banda Ravenland, que conheceu graças ao Metalsplash.
Seu  primeiro curta, é seu preferido “A Carne”. Ela mesmo conta o porquê dessa predileção”Graças à indicação do meu grande amigo, diretor, mestre e conselheiro Rubens Mello (artista fantástico da mesma estirpe que eu, ou seja – multi, pois o cara faz de tudo e muito mais!)”

Foi vocalista das bandas Anger (Anger Inc.), Blackgarden, Tudumpish e Freshmeat. Canta e compõe na banda Army of Agony, que agora deu uma parada,  e Insane Kreation.
Atualmente na banda Insane Kreation, que a princípio toca covers de Sepultura, Pantera, Megadeth, Arch Enemy, Children of Bodom… e as músicas próprias que estão criando segue nessa linha de influências.
Paralelamente a isso, os músicos dessa mesma banda e a Elaine estão em um projeto (ainda sem nome) de covers de clássicos do rock com novas roupagens. Tem outro projeto  que conta com o auxílio e a participação de um grande e talentoso amigo que criou algumas linhas instrumenstais para suas letras Mais informações em breve, mas prometem fazer um lance bem bacana para mostrar um lado digamos mais “light”, mais meloso, mais romântico.
No meio da nossa conversa Elaine fez um desabafo:
“Bandas, ainda encaro como um hobby, e obviamente ficarão em segundo, terceiro plano até eu ver nisso uma oportunidade maior de crescimento (o que não vem acontecendo, afinal o metal ainda é visto como um monte de lixo e barulho musical…) Minha viagem ao Mato Grosso, esse ano, foi a trabalho. Fui realizar uma ação promocional de uma grande empresa voltada pra área agrícola. Surgiu esse trampo e como eu estava mesmo afim de dar uma mudada de ares, aceitei, pois sabia que 2 meses depois eu voltaria para minhas atividades de sempre. Mas é claro que não fiquei 2 meses alheia ao que acontecia aqui. Continuei dando suporte ao programa Metalsplash e ainda fui atrás de bangers matogrossenses para sacar um pouco como está a cena lá. Visitei algumas cidades e conheci uma galera bacana que tenta fazer algo pela música lá. Colhi um material bacana! Vai dar um caldo!
Estou aberta a novas propostas, idéias, projetos… Tudo o que envolva arte eu me enquadro!O que eu quero é trabalhar esse ano, e muito, afinal, Karen, vc sabe né? Eu não consigo ficar parada, NUNCA!(risos)
E para todos os headbangers que acompanham A ilha do Metal: continuem indo aos shows, conheçam mais bandas, apóiem as bandas que estão começando, visitem mais sites como esse, dêem suas opiniões, assistam aos programas voltados para o rock/metal (estão crescendo cada vez mais no Brasil!!!) e divulguem para os amigos também!”


Em 2010 Elaine tem algumas metas:tentar seguir carreira na televisão, publicar um livro de contos e poesias, investir um pouco mais em dança e canto e aliar tudo isso ao teatro.
Começou a escrever ainda na escola, tinha uma imaginação fértil típico de uma geminiana. Acabou se afeiçoando mesmo em colocar no papel tudo o que eu sentia e imaginava. Pretende publicar um livro,como já citei, mas enquanto não o faz,vai publicando seus textos, letras de música e poesias em um site. Lá dá para deixar comentários em textos e é isso que o escritor gosta, receber comentários. Esse feedback é muito importante para quem escreve.
Quem tiver curiosidade, está aqui o seu link no Recanto das letras.
A Internet, segundo Elaine, se tornou um “mal” necessário na vida das pessoas, principalmente dos artistas ou pessoas ligadas à mídia de alguma forma.Quem não utiliza essa ferramenta, acaba perdendo o que está rolando em tempo real pelo mundo afora. E quem não tem Twitter, myspace está por fora! Ela aproveita  a internet para divulgar seu trabalho, postar algum link de algo que tem a ver com seus textos, peças, curtas, ou coisas interessantes que estou vendo, ou mesmo as novidades do Metalsplash. E claro, também gosto de ver o que as pessoas estão fazendo, o que está acontecendo no mundo da música e da arte, além de pegar dicas e links também. Quem quiser seguí-la, fique à vontade! Palavras ditas por ela mesma. Nossa show womam também possui formspring.me.
“Acho que  qualquer divulgação via internet é muito válida.Principalmente quando é sempre atualizada e usada de forma correta.Muita gente abusa por exemplo do twitter para ficar divulgando até coisas desnecessárias ou reptidas sobre a banda ou músico.” Elaine Thrash

Recado da Elaine:
Quem duvida que as mulheres dominariam tudo,incluindo o Rock e o Metal?
Não adianta! Os homens podem inventar alguma coisa que seja tipicamente só deles que a mulher vai lá, linda e femininamente, e executa tão bem ou até melhor que os cabras machos.
E quanto às atividades tipicamente femininas? O que acontece se um homem se mete a tentar fazer também? Das duas uma, ou vira uma bela porcaria mal feita ou o cabra acaba sendo tachado de “não-tão-macho-assim”(risos)
Brincadeiras à parte, o que eu estou querendo dizer é que nós mulheres estamos cada vez mais felizes, contentes e vitoriosas por termos quem nos dá apoio e reconhecimento ao nosso trabalho. Existem muitas mulheres talentosas mundo afora. Isso é inegável. Mas ainda impera o oportunismo relacionando o sucesso de uma banda à beleza externa (pra não dizer outra coisa) da figura feminina presente no grupo.
Vamos com calma, povo! Antes de apenas visualizar como “olha lá aquela gostosa que canta na banda tal…” é necessário mais respeito e uma visão mais voltada para a música, e não para o conteúdo glúteo da artista… Quer admirar, admira, mas tenha respeito e saiba apreciar o que realmente tem que ser levado em conta: A ARTE.
Por isso agradeço e dou a maior credibilidade para pessoas como a Karen Waleria, que estão sempre preocupadas em fazer algo em prol da música, sem rotular, sem privilegiar, sem babar ovo de ninguém. A Karen faz tudo com amor, respeito, carinho, sabedoria e muito tato feminino! Ninguém melhor que ela para ter essa iniciativa maravilhosa de homenagear as mulheres este mês. Todas as homenagens que ela mesma faz são para ela também, figura importantíssima nesse meio do metal. Uma mulher de fibra, que curte e aprecia o que existe de melhor na música!
Fico honrada com o espaço cedido e com a homenagem prestada!
Um grande beijo e parabéns a todas nós mulheres, mas acima de tudo a todos os homens que sabem nos respeitar!

Fotos:Marcus Herren,Luiz Amorim e Patrícia Marx