Anthrax: “Os jovens acham que a música é gratuita, e que não precisam pagar por ela”

Brandon Marshall do Denver Westword recentemente conduziu uma entrevista com o baterista Charlie Benante, do ANTHRAX., onde foi falado sobre downloads e o público da América do Sul:

Denver Westword: Como você vê o atual estado da indústria da música, e o que você sente que precisa ser feito para que novos artistas sobrevivam?

Charlie Benante: “Isso é um assunto delicado, porque não há indústria da música. Basicamente, você está lá fora consigo mesmo, cara. Algo idiota sobre as crianças e jovens é que eles pensam que a música é livre, e que eles não deveriam ter que pagar por isso.”

DW: Em 2000, quando Lars Ulrich foi ao Senado contra o Napster, você teve um pressentimento de que os downloads de música seriam tão prejudiciais para os artistas? Você apoiou a decisão de Lars?

Charlie Benante: Oh sim, eu pressentia e apoiei Lars.

DW: Muitas dessas crianças mais jovens não vão ter a capa de um álbum ou encarte porque as bandas não vão mais lançar CDs físicos. Tornou-se uma perda financeira e artística.

Charlie Benante: “Sim, mas o que eles não conhecem não irá afetá-los. Bem, pense em coisas como esta, as pessoas cresceram sem nunca entender o que é uma gravação, em seguida, as fitas K7 entraram em jogo. Em seguida, o CD, e algumas pessoas nem sequer sabem o que uma fita VHS foi. Em poucos anos, você provavelmente não vai nem saber o que é a merda de um CD, porque tudo será downloads digitais. Você não vai ter uma cópia física em sua mão para desfrutar. Será apenas ar [risos].”

DW: Porque você acha que o thrash metal tem um apelo tão global, e você ficou surpreso em ver lugares como Brasil e Alemanha se tornarem tão importantes para a cena?

Charlie Benante: “Bem, deixe-me lhe dizer algo sobre o público sul-americano: eles são, provavelmente, algumas das melhores audiências que o hard rock e bandas de heavy metal. Eles são tão dedicados e apaixonados pela música. É incrível ver isso. Eu amo isso. Eu não estou falando mal de outros lugares, como Estados Unidos, ou partes da Europa, mas às vezes eles ficam um pouco cansado porque recebem shows tantas vezes. Você desce para a América do Sul, onde eles não recebem tantos shows, e você pode ver o quanto eles apreciam isso. É uma vibração diferente, cara. Eles botam pra fuder.”

Leia a entrevista completa de Denver Westword.

Banda(s) / Artista(s):

Tags: Anthrax, Charlie Benante

Comentários:

Sobre o autor:

Eduardo Escobar:
Paulistano, trabalha com TI e é um eterno estudante de Ciência da Computação. Vocalista nas horas vagas, foi iniciado pelo Iron Maiden há muito tempo, curte Futebol, Truco, Poker, Stoner/Sludge/Doom Metal mas não dispensa bandas de outras vertentes. Aqui na A ILHA DO METAL, é responsável pela parte administrativa do site, mas também publica conteúdo.@eduescobar Facebook

já escreveu 2090 artigos para a Ilha do Metal.