Amorphis:Membros comentam sucesso de novo álbum

Mark Holmes do Metal Discovery recentemente conduziu uma entrevista com os guitarristas Esa Holopainen e Tomi Koivusaari do AMORPHIS , falando sobre o sucesso de seu novo álbum “The Beginning Of Times”,  

 Alguns trechos da conversa seguem abaixo

 Metal Discovery: O álbum, “The Beginning Of Times”, atingiu o primeiro lugar nas paradas finlandesas, e vocês mantém boas posições na Alemanha. Mesmo que tenham uma carreira de 20 anos, vocês ainda estão tentando ganhar respeito a cada novo álbum e tentar torná-lo maior em países diferentes?

 Esa: Nós não pensamos nisso dessa forma. Ficamos felizes se conseguirmos manter essa coisa toda em um bom nível como está agora. Sabemos que na Finlândia nós temos uma boa reputação. Mas o resto, é apenas uma grande surpresa extra, como aconteceu na Alemanha. Mas nós não olhamos muito para o que os gráficos apontam. Enquanto nos mantemos em turnê, e as pessoas vão aos shows, isso é o que importa.

 Metal Discovery: Acho que mesmo uma posição mais elevada agora, equivale a menos vendas de CD s de qualquer maneira.

 Esa: Sim, e quem sabe o que vai acontecer no futuro. As bandas vendem cada vez menos álbuns e as gravadoras estão em apuros quando eles começam a pensar sobre o que vai acontecer no futuro.

 Metal Discovery: Há uma voz feminina no álbum novo, e vocês tinham anteriormente utilizado vocais femininos em “Eclipse” e “Silent Waters”. É algo que estará presente em futuros álbuns AMORPHIS?Ou será algo que depende da natureza do material que você escreve?

 Tomi: Sim, nós não pretendemos usar isso em todos os álbuns, era apenas uma idéia para trazer um pouco de frescor ao som.

 Esa: Sim, e no estúdio a gente começou a conversar com o gerente do estúdio, porque ele é um amigo nosso, e começamos a falar sobre que seria bom ter vocais femininos que caberiam aqui e ali, mas provavelmente não há muitas vocalistas boas disponíveis em um período tão curto de tempo, já que tivemos a idéia um dia antes de gravar. Então ele disse que sua nova namorada cantava muito bem e nós ficamos tipo, “Sim, claro que ela é uma boa cantor – é sua namorada.” (Risos) Mas nós lhe demos uma chance e ela é realmente boa.

 Metal Discovery: Vocês mantiveram a mesma formação há quatro álbuns, que é o máximo que vocês já gravaram com a mesma formação. Seria justo dizer que a estabilidade tem reforçado a criatividade?

 Esa: errrr….

 Metal Discovery: Ou pelo menos a produtividade? (Risos)

 Esa: Bem, nós sempre tentamos trazer a tona algumas idéias novas, mas a razão do nosso som ter mudado muito no passado, é por causa da mudança de membros na banda. Todo mundo sempre traz algo novo. Hoje em dia, é mais fácil para nós a escrever música porque todos sabem o que os outros estão fazendo. Esperamos trazer um pouco de frescor e novas idéias em nossa música. Mesmo que nós usemos as mesmas pessoas produzindo o álbum e no mesmo estúdio, nós sempre tentamos chegar a algumas idéias novas e alguns elementos que realmente se encaixam em todo o conceito.

 Tomi: Nós já começamos a falar sobre o que está acontecendo no futuro, que alguma coisa tem que ser mudada, como talvez seja o estúdio ou a forma como estamos fazendo o álbum. Quatro álbuns com as mesmas pessoas, penso que neste é o último álbum já encontramos a formula certa.

 Esa: Yeah, yeah, uma pequena mudança radical! (Risos)

 Metal Discovery: Ao re-gravar material antigo para o “Magic & Mayhem”, houve uma tentação de alterar partes de canções para se ajustarem melhor. Como você desenvolveu com os músicos e estilos para atender membros da banda que  originalmente não gravaram as músicas?

 Esa: Eu acho que para nós, pelo menos pra mim, não tocamos muito bem como tocávamos antes. Mas algumas coisas pequenas, acho que Santeri pelo menos, fez alguns teclados adicionais para algumas músicas que realmente não têm teclados. Mas, sim, era uma coisa divertida para fazer. Nós não queremos os álbuns antigos substituídos por este, porque nós tocamos essas músicas antigas ao vivo e temos um monte de musicas novas para tocar.