TUFF: Exclusiva entrevista com o vocal Steve Rachelle antes do Show em São Paulo

 A banda TUFF será a convidada para a festa Glannation que ocorrerá no próximo sábado em São Paulo e o Vocalista Steve Rachelle gentilmente nos concedeu essa entrevista através da produtora New Gigs. Vale destacar que além do TUFF no final de mês teremos Faster Pussycat pela primeira vez no Brasil na mesma festa.

Senhoras e Senhores com vocês a entrevista com Stevie Rachelle.

Ilha: Como foi o início de TUFF e quais são suas principais influências?
Rachelle: Nos primeiros anos de Tuff (1986-87-88), foi definitivamente Motley Crue, Ratt, Van Halen e Kiss. Essas bandas foram definitivamente nossa influência geral. Mas, individual e coletivamente, todos nós tínhamos outros bandas que influenciavam também. Incluindo Motorhead, Metallica, e muito mais bandas clássicas como Aerosmith, Led Zepplin e Rush. À medida que o final dos anos 80 vieram, também gostamos de  Guns ‘n’ Roses, Poison, Skid Row. Mas essas bandas depois eram apenas parte da cena (no momento) atual e da cultura musical. Foram essas bandas que nos fizeram ser o que Tuff  se tornou.

Ilha: Nós poderemos ver uma espécie de Revival do hard rock para os anos 80, O que você pensa sobre isso?
Rachelle: Claro, mas a maioria dos revivals, foi tudo brincadeira. Nós amamos todos ou a maioria das bandas. Mas, ao mesmo tempo, queríamos fazer um grande show, e impressionar nossos fãs, bem como os nossos camaradas. Isso é só uma conclusão amigável se você quiser.
Vai o mesmo com a tentativa de ter o melhor video, maior numero em single / vendas, ou mesmo com as mulheres (groupies). No final, é tudo música, e todos nós temos um objetivo comum. Semelhante ao do esporte profissional. Muitos competem no campo, mas fora do campo? Jogadores adversários às vezes são muito simpáticos uns aos outros. O mesmo vale para a música.

Ilha: Quais são suas músicas favoritas para tocar e quais são as escolhidas pela platéia?
Rachelle: Gosto de tocar a maioria das músicas do Tuff. Mas algumas músicas apenas não funcionam tão bem em 2011, como funcionavam em 1988. Costumamos tocar 5-6 canções. tocamos musicas do What Come Around, And a few Off, Religious Fix também e amamos Tied to the bells, all new generation a é claro American Hair band?.

Ilha: Sobre a nova gravação, o que podemos t para este ano de TUFF?
Rachelle: Estamos atualmente gravando o  “Comes Around Goes Around”  novamente que será uma homenagem  da nossa estréia, para comemorar o Ano 20 do lançamento. Nós selecionamos cinco faixas do debut para re-lançar, All New Generation  que apresenta Steve Brown (Trixter) na guitarra, também , I Hate Kissing You Goodbye com Keri Kelli(Alice Cooper, SlashS Snakepit) na guitarra.

Também algumas faixas que fizeram parte do set nos primeiros dias, mas ainda sem  registro. Ou seja, o título da faixa? What Comes Around Goes Around? nesta canção teremos Jeff Loomis (Nevermore X-) na guitarra. Além disso, a música  Put Out Or Get Out, será gravada também, que era uma das favoritas em 1989-90, mas não fizemos o registro. Desta vez, ela terá!

Ilha: Depois de alguns anos TUFF finalmente de volta ao Brasil, o que os fãs podem esperar para este concerto?
Rachelle: Um grande momento. Boa música e muita diversão. Todd  “Chase” Chaisson é novamente o baixista e será sua primeira viagem à América do Sul, então ele está muito animado. Eu também não posso  esperar para ver todos.
Estaremos trazendo a mercadoria legal, CDs e DVDs. Incluindo Metal Sludge e Cathouse As Well.

 

Agradecemos a assessoria de imprensa New Gigs pela oportunidade e esperamos o TUFF sábado em São paulo
http://www.newgigs.com.br/comunicacao

TUFF
Data: 13/8
Horário: 23h
Local: Inferno Club – Rua Augusta, 501 – Consolação
Preços: Antecipado: 1º lote R$25,00 / 2º lote R$35,00 / No dia do show: R$45,00
Pontos de venda: Loja Animal Records – Rua Vinte e Quatro de Maio, 62 – Lojas 367/369 – 2º andar – SP – Fone 3223-6277 / Loja Stamp – Av. São João, 439 – Loja: 337 – 2º andar – SP – Fone – 3222-9984 ou pela internet: www.ticketbrasil.com.br
Capacidade: 500 pessoas

 

 

Comentários:

Sobre o autor:

Marcos Cesar de Almeida:
"Metaleiro das antigas" ou Tiozinho dos shows, Torcedor do Monte Azul, ouço todas as vertentes do Metal, Hard, folk, death, THrash, tendo distorção e bem feito tá valendo. Twiter : @BULLINO

já escreveu 1959 artigos para a Ilha do Metal.